segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

História do Hotbit - Part-1


                                                          O Hotbit Branco 1.1

Modelo: Hotbit MSX 1
Fabricante: Epcom/Sharp, Brasil
Anos de fabricação: 1985-1988
Nota do Editor: ****
Provavelmente baseado no:  Canon V-20

O Hotbit foi um MSX 1 lançado pela Sharp/Epcom no Brasil no de 1985 a 1988. Tenho tentado procurar mais informações sobre seu projeto na web, porém sem muitas informações. Então aqui vão algumas observações:

O design do Hotbit parece ter sido inspirado levemente no Canon V-20, notoriamente, o formato e tamanho das teclas de setas, a disposição das teclas do teclado e, o formato geral do console. Mas o Hotbit está longe de ser uma mera copia, ele tem um design próprio que até hoje parece moderno.

A construção da placa interna do Hotbit é boa, do ponto de vista de montagem, e conta com bons componentes, não sendo um projeto eletrônico perfeito, ainda acho-a melhor resolvida esteticamente que a do Expert. Muitos Hotbits estão funcionando até hoje depois de 30 anos, e as teclas não perderam o desenho das letras como no caso de algumas versões dos Experts. Porém, as teclas de função e de setas poderiam ser melhores, sua ventilação poderia ser melhor e a fonte poderia ter mais potência para acessórios, como o Expert que era muito melhor nestes quesitos. Há relatos de que a fonte original  do Hotbit esquentava muito quando transformado para versão 2.0 e alguns trocaram a fonte original por uma de PC. De qualquer modo é sempre recomendado usar um estabilizador de computador e não liga-lo direto a rede elétrica.

MSX Hotbit por dentro
                                  Placa mãe, a esquerda e centro, conversor de RF, no meio, e fonte a direita.

As versões do Hotbit foram:

  • 1985 -1.0, Branco e cinza esta nunca vi uma versão comercial, pode ter sido o protótipo apresentado em feiras. Algumas fotos em antigas revistas apresentam a tecla shift esquerda na cor branca.
  • 1985- 1.1, Branco e cinza, sem o logo MSX em relevo a cima das teclas Home, Insert e Del (raro).
  • 1985 -1987, 1.1 Branco e cinza, com o logo MSX em relevo a cima das teclas Home, Insert e Del. Tenho um modelo  Branco de 1987 em versão 1.2, pode ter tido a BIOS ou até mesma a placa interna substituída por uma assistência técnica quando as placas de reposição já estavam esgotadas. Mas parece que os últimos brancos saíram de fabricas com ROM 1.2.
  • 1987,1.1 ou 1.2 Branco e cinza, série especial. Há noticias e fotos de um Hotbit branco e cinza com grafismos diferentes no gabinete e logo da EPCOM. 
  • 1987 - 1988, Preto, com o logo MSX em relevo a cima das teclas Home, Insert e Del. e com um adesivo prateado com a indicação de 64kBytes de RAM (este é o tipo de adesivo de coleção, se for retirado o micro perde o valor para colecionadores!). A tampa do slot lateral tem a inscrição slot 2 e a traseira do micro onde tem as conexões tem uma tampa plástica que foi usada para esconder a inscrição RGB que foi cancelada de ultima hora. Esta versão apresenta também um conversor de RF mais eficiente garantindo melhor imagem tanto no sinal de vídeo  quanto na saída para TV (eu pude comprovar isso comparando a imagem dos meus Hotbit brancos. Há uma história de que esta versão poderia ter sido prepara para ser um MSX2 (ver revista jogos 80 #16) porém por decisões empresarias continuou sendo um MSX1.
  • Todas versões do Hotbit, são de boa qualidade, contam com teclado com acentuação em língua portuguesa, 32k bytes de ROM, 64kbytes de RAM e 16kbytes de vídeo, 16 cores na tela, dois conectores para joystick, 2 slots (Sendo um no topo e um lateral, porta de impressora padrão Centronix, saídas de TV (canais 3 ou 4), áudio e vídeo.
  • Principais problemas ao comprar um usado (só tem usado mesmo): teclados com a barra de espaço e setas quebradas ou afundadas, devido a usuários que jogavam muito no teclado, CI-s de memória com defeito fazendo o micro resetar frequentemente, conversor de RF com defeito fazendo as letras ficarem achatadas na tela, chave do slot 1, com mal contato, fazendo o micro desligar, teclado com mal contato ou curto.
  • Quanto a comparações com seu colega de MSX o Expert da Gradiente, não posso comentar muito além do já mencionado acima., pois não o tive (por em quanto), vi somente o de amigos e sei que é uma questão de gosto, mas é tido pela comunidade como muito melhor que o Hotbit. São raros os Hotbits transformados para 2.0 ou 2.0+ devido a falta de espaço no gabinete e as limitações da fonte. Se você procura um MSX 2.0+ fique com os Experts ou importados, mas provavelmente quem vai comprar um, hoje em dia, é porque teve um dos dois na época e vai comprar o seu preferido.
MSX Hotbit HB8000 Preto Sharp
                                                           
Meu Hotbit 1.2 Preto.

Hoje, ainda é possível comprar Hotbits na internet de todas as sérias em bom estado. Eu particularmente recomendo os fabricados a partir de 1986 que tem o logo do MSX no gabinete, pois foi a versão do segundo ano e sua fabricação parecia melhorada. Porém os da seria de 1985 são mais raros e podem até valer mais. Lembre-se de perguntar ao vendedor se ele está completo e com a tampa do slot lateral. Quanto a cor é questão de gosto, com o preto apresentando leve melhora na qualidade do conversor de RF.

Abraços e até a próxima,
O Editor

2 comentários:

  1. Parabéns pela postagem.

    Fiquei feliz ao encontrar e ler sobre o HotBit e mais feliz ainda quando descobri que tenho o HotBit branco raro de 1985, sem o relevo acima das teclas e também tenho o HotBit 1.2 preto com o adesivo prateado 64Kb intacto!

    O MSX branco eu fiz ressurgir das cinzas após uma revisão com limpa contato, pasta térmica e alguns pontos de solda trocados.

    Só não sei onde está a tampa lateral do slot, porque ele fica o tempo todo com a interface DDX conectada, mas eu lembro que está aqui em algum lugar nessa bagunça organizada... hahaha

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir